quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

DEFENSE São José do Rio Preto

Universo de vigilantes chega a 4,5 mil na região de Ribeirão Preto/SP

defenderctt | 08/02/2011 at 3:20 PM | Categories: Notícias | URL: http://wp.me/pJUwI-o8

Fonte: ABSO - São Paulo/SP
Procura pelos cursos cresce a cada ano, inflada pela demanda por maior segurança do patrimônio
Ribeirão Preto e região mantêm quatro escolas de formação e de reciclagem para vigilantes credenciadas pela PF (Polícia Federal). E a procura pelos cursos cresceu nos últimos anos, já que empresários têm investido na contratação de vigilância patrimonial, em decorrência do aumento da criminalidade.
Somente no ano passado havia 4,5 mil vigilantes com certificados registrados na PF de Ribeirão Preto.
Donos de centros de formação ouvidos por A Cidade negam qualquer falha na formação dos profissionais. Isso porque os candidatos passam por exames de saúde física e metal, além do psicotécnico.
O gerente Operacional da Defense (Centro de Formação e Reciclagem de Vigilância Patrimonial), Cleber Ruben, afirma que o curso é de 160 horas, dividido em 16 dias, atendendo todas as normas e procedimentos estabelecidos pela Polícia Federal.
"Os alunos têm aulas de Direito Penal, relações humanas, defesa pessoal, primeiros-socorros, noções de vigilância etc." Também incluiu treinamento de 27 horas de tiro. Somente a Defense forma cerca de 80 vigilantes por mês em Ribeirão.
O certificado é registrado na PF. Um registro também contará na carteira de trabalho do vigilante.
"O vigilante é preparado para atuar na prevenção e treinado ainda para usar a força moderada, se houver necessidade de imobilizar uma pessoa agressiva", explica Ruben. O vigilante deve passar por uma reciclagem a cada dois anos e jamais atuar como autônomo. O porte de arma é funcional. "Ele precisa estar vinculado em uma empresa especializada ou naquela orgânica, quando o estabelecimento mantém um corpo próprio de vigilantes", diz.
Para torna-se um vigilante, é preciso ser aprovado em um curso de escola de formação credenciado pela Polícia Federal, ter idade mínima de 21 anos, não ter antecedentes criminais nem estar respondendo a inquérito policial ou a processo criminal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário